Jantinha: a melhor refeição que você vai experimentar no Goiás

Enquanto procurávamos um lugar para jantar em Aruanã, algo nos chamou a atenção: vários lugares anunciavam a tal jantinha. Acabamos paramos no Jantinha a Beira Rio, que, como o nome sugere, era especializado na refeição.

Mesmo indo para Goiânia anualmente há mais de uma década, eu nunca tinha topado com esse nome. Nas outras cidades também não parecia ser popular, mas a jantinha fazia sucesso em Aruanã. E o que vem a ser a jantinha, vocês perguntam? Acompanhe a foto abaixo:

Jantinha_Aruanã_GO
A jantinha do Beira Rio: arroz, feijão tropeiro, purê de batata, vinagrete, aipim e um espetinho à sua escolha. A cerveja não está incluída (mas estava geladérrima, parabéns, Goiás)

Se você procurar na Internet, vai ler que jantinha é uma evolução do espetinho. Eu encaro mais como um grande PF que custa, em média, 15 reais (dá para achar por R$ 11, dá para achar por R$ 20, mas não fica mais caro que isso). A versão aruanense tem purê, mas não encontrei o ingrediente em outras jantinhas de Goiás. Ela já ultrapassou fronteiras e há relatos de aparições em Uberlândia. Como todo prato popular que se preze, já ganhou versão gourmet. Em Goiânia já tem drive thru – e o sucesso foi tanto que o Jantinha Fast já está abrindo franquias pela cidade.

Como dá para ver, a jantinha é tão popular em Goiás quanto o empadão.

Jantinha_Aruanã_GO_2
Segundo dia de jantinha. Nesse, tinha chope gelado e Leandro e Leonardo tocando 

Em Aruanã, a jantinha vem em potes separados. Para duas pessoas, uma já dá conta do recado. Para três, pedimos duas porções e ainda sobrou. O único problema é que cada uma vem com apenas um espetinho, então é preciso pedir um à parte – nas duas ocasiões, cada um saía por cinco reais. As opções são variadas – tem queijo coalho, frango, alguns cortes de carne vermelha, uns com bacon. No Chope ao vivo (tenho quase certeza que esse era o nome), os espetinhos eram todos feitos em uma churrasqueira que ficava do lado de fora. Já no Beira Rio, tudo vinha da cozinha.

Foram duas noites de jantinha e ainda tenho dúvidas sobre qual estava mais gostosa. Mamãe garante que foi a primeira, mas não importa muito: o mais importante é que Aruanã me presenteou com algumas das melhores refeições que fiz em toda a viagem. Palmas para Goiás, esse estado que tem cerveja gelada e jantinha. Guarda um pouco para mim que em breve eu volto.

Escrito por

Carioca apaulistada, jornalista, 26 anos. Gosta de escrever, viajar e um monte de outras coisas que não caberia nessa descrição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s