Galway Girl poderia ser um filme dirigido por Richard Linklater

Eu conheci a música Galway Girl quando assisti a P.S. Eu Te Amo. Eu já falei brevemente do filme e sobre como ele levou várias garotas para a Irlanda aqui e, apesar de eu gostar da Irlanda antes de ser modinha #hipster, o filme de Richard LaGravenese reavivou toda aquela vontade que eu tinha de conhecer esse país. Isso foi lá em 2008, quando Holly  e Gerry fizeram várias pessoas derramarem lágrimas e mais lágrimas no cinema.

Existem duas Galway Girl, é sempre bom lembrar. Em 2008, Ed Sheeran provavelmente nem sonhava em lançar um CD, quanto mais escrever uma música com referência a Galway. Steve Earle, por outro lado, já havia feito uma das músicas “irlandesas” mais famosas dos últimos tempos.

Quando Ed Sheeran divulgou a lista de músicas de seu mais recente álbum, era óbvio que geraria um frisson, como todo mundo achando que ele faria um cover da Galway Girl original. Mas logo surgiu alguém para falar NÃO, GENTE, É SÓ UMA REFERÊNCIA!

(Ou, no caso, é só que Galway encaixava melhor na letra do que Cork, Wexford, quem sabe Limerick?)

Maurílio_referencia
“Pra quem não sabe, referência é quando a pessoa precisa fazer uma cena no filme dela, ela rouba uma cena de um outro filme e coloca no filme dela”

Ed Sheeran batalhou para colocar Galway Girl no álbum e batalhou mais um pouco para transformá-la em single. O resultado de tudo isso foi um dos clipes mais legais que ele já fez na carreira.

Galway é uma cidade belíssima e eu acho lindo que duas músicas tenham tido ela como pano de fundo. Vendo esse clipe, fico um pouco arrependida de ter deixado Galway para o final do meu mochilão, quando eu já estava cansada de puxar a jamanta que levei como mala e queria um pouco de paz e sossego. Fosse hoje em dia, sei que eu aproveitaria Galway de outra forma – talvez até arriscasse novamente tomar um ou dois pints de Guinness.

Mas mais do que a rápida viagem para Galway e mais que a música de Steve Earle, o clipe de Ed Sheeran me trouxe outra referência, e talvez essa seja a hora de eu falar que meu cérebro de vez em quando faz conexões malucas demais.

Não sei se foi esse clima meio flâneur do clipe ou simplesmente por que eu sempre volto para a trilogia de Richard Linklater, mas eu vi o clipe de Galway Girl como um mini Antes do Amanhecer. Faz sentido ou é muita piração minha?

Ed Sheeran e Saoirse Ronan não se conheceram em um trem e desceram na próxima cidade, é claro, mas a premissa de duas pessoas desconhecidas que se encontram e passam uma noite deambulando pelas ruas está lá. Embora, sejamos francos, não fica 100% claro se Ed e Saoirse já se conheciam antes da noite em Galway. Gosto de pensar que não, a narrativa fica tão mais bonita desse jeito!

Fosse Galway Girl um filme de uma hora e meia e não um clipe de três minutos, talvez Ed e Saoirse encontrassem sua própria quiromante, tal qual Jesse e Céline, e essa lhes dissesse:

before sunrise stardust

E talvez, no final, quando o sol estivesse nascendo e os dois estivessem na sacada da casa de Saoirse e Ed se lembrasse que precisaria estar em Cork para um show no fim do dia, eles combinariam de se encontrar no mesmo bar em que se conheceram daqui a seis meses.

E depois Linklater levaria nove anos para contar o que aconteceu, porque esse puto adora deixar os assuntos inacabados. Te odeio, Linklater.

3-Before-Sunrise

Escrito por

Carioca apaulistada, jornalista, 26 anos. Gosta de escrever, viajar e um monte de outras coisas que não caberia nessa descrição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s