Airbnb: o primeiro apartamento

 

Quando fui com a minha família para a Itália, passamos sete dias em Bolonha. Em vez de hotel, decidimos, então, alugar um apartamento pelo Airbnb – como era o fim de uma viagem longa, seria uma forma de termos uma “casa”, gastarmos menos com comida e testarmos o serviço.

O que procurávamos: um apartamento perto do centro da cidade que comportasse três pessoas e tivesse máquina de lavar. Encontramos esse aqui: um quarto, sofá cama,  cozinha bem aparelhada. Curtimos e decidimos fazer a reserva – e só depois que seu anfitrião a aceita é possível fazer o pagamento, via cartão de crédito ou Paypal.

(Diferente de outros serviços, você paga antes de realizar o check-in, embora o anfitrião só receba depois da sua chegada. A política de cancelamento pode variar de acordo com o anfitrião, então você também precisa ficar atento a isso!)

DSC_0371
A sala/cozinha do nosso apartamento ❤

O apartamento ficava no térreo de um condomínio de dois andares e um pátio bem gostoso. Perto dele tinha um Mini-carrefour onde comprávamos coisas para café da manhã, almoço e jantar. Como estávamos na Itália, a preferência era sempre por massa, né? haha

Sabina, a host, era extremamente atenciosa, tanto antes do nosso check-in quanto enquanto estávamos no apartamento. Respondia prontamente nossas mensagens e chegou a nos ajudou quando tivemos problema com a máquina de lavar.

Como estávamos próximas ao centro, também não era difícil comprar mantimentos para fazer um jantar mais legalzinho – compramos molho pesto, queijos e alguns doces na Paolo Atti e Figli, que tinha umas coisas beeeeem gostosas!

DSC_0368
Uma parte do jantar especial que fizemos para amigos na nossa casinha (a torta e os biscoitinhos doces eram da loja que falei aí em cima)

Ficar em um apartamento em vez de um hotel ou albergue te dá outra perspectiva da cidade. Pelo menos por alguns dias, você tem um lugar só seu e precisa ter mantimentos para ficar ali. Com isso, você visita mercadinhos e lojinhas que talvez não chamassem tanta atenção caso você estivesse hospedado em outro lugar. Além disso, sair da cama e preparar o café da manhã de pijama mesmo não tem preço! haha

Pelo Airbnb, você também pode selecionar a opção de ficar em quartos em vez de apartamentos inteiros – aliás, ele surgiu assim, né? O objetivo era, além da hospedagem, dar uma experiência mais local para o viajante. Eu acho que ficar em uma casa também te dá essa oportunidade, já que o tipo de interação com a cidade é diferente. A experiência é recomendadíssima por essa que vos fala!

varanda casa airbnb bolonha
A varanda da nossa casinha (era só o andar de baixo)
jantar bolonha airbnb
Um dos jantares na varanda de casa

Para o check-in, apenas informamos o horário em que chegaríamos para a Sabina e ela nos entregou a chave e nos mostrou a casa; quando saímos, foi só deixarmos a chave na mesa da varanda e nos despedirmos da nossa casinha italiana ❤

Escrito por

Carioca apaulistada, jornalista, 26 anos. Gosta de escrever, viajar e um monte de outras coisas que não caberia nessa descrição.

4 comentários em “Airbnb: o primeiro apartamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s