Viajar ou não viajar sozinha, eis a questão

Vez ou outra encontramos textos sobre viajar sozinho – ou sozinha. Vão de dicas sobre COMO FAZER a 579 motivos do porquê você deveria seguir carreira solo de viajante. Eu acho que ninguém é obrigado a pegar uma mala e sair sozinho pelo mundo se não tem vontade, mas não posso deixar de apontar que eu não teria feito muitas das coisas que fiz se não tomasse essa atitude. Para ajudar quem está em dúvida, quem quer ir mas tem medo ou excluir totalmente essa ideia da sua cabeça, resolvi reunir alguns tópicos de coisas que li e aprendi por aí nesse post. Segura que vem textão!

MAS EU REALMENTE PRECISO VIAJAR SOZINHA?

Como eu disse lá em cima, ninguém é obrigado. Já li textos por aí dizendo que você PRECISA viajar sozinho pelo menos uma vez na vida e, olha, eu não concordo. É você que precisa pesar as vantagens e desvantagens e decidir se vale a pena.

E quais são as desvantagens?

  • Você está sozinho: e nem sempre isso é uma coisa boa. Com a tecnologia de hoje em dia, isso até que se resolve mais fácil – eu cantei parabéns para o meu pai via Skype enquanto esperava por um show do Jake Bugg em Nova Iorque, por exemplo. Mas eu estava no show SOZINHA, em uma casa de shows que eu não conhecia e em um país que não era o meu. Para mim (e seria para muitas pessoas) foi uma experiência bacana; para outros, pode ser um inferno.
  • Caso alguma coisa aconteça, você está sozinho (complementando o item aí de cima): você pode se perder em um lugar estranho, se machucar, ser roubado. Inúmeras coisas podem acontecer e você vai precisar resolver tudo.

 Já entendi que eu vou estar sozinho, mas, então, quais são as vantagens?

Em primeiro lugar, liberdade. Você pode sair do hotel/albergue/casa onde está hospedado e traçar seu próprio roteiro, mudá-lo no meio do caminho ou simplesmente decidir não fazer nada. A escolha é toda sua e você não vai precisar dar satisfação para (quase) ninguém – porque se você estiver na casa de alguém, aí a coisa muda um pouco de figura.

Em segundo lugar, tem todo o lado mais filosófico – aquela coisa de se conhecer mais, passar um tempo só com você. É importante a gente ter isso às vezes, né, pessoal?

Provavelmente seu álbum de viagem estará cheio de selfies tentando enquadrar você + o lugar com o qual você queria tirar foto
Provavelmente seu álbum de viagem estará cheio de selfies tentando enquadrar você + o lugar com o qual você queria tirar foto

Uma vez li em um texto que é muito bom você fazer “testes” antes de partir para um mochilão de três meses pela Ásia sozinho. Que testes?, você me pergunta. Coisas do tipo: ir jantar sozinho; ir ao cinema sozinho; aproveitar uma tarde para passear pela cidade só com você. Pode parecer bobo, mas é tudo uma progressão. Não dá para colocar o carro na frente dos bois, como dizem por aí. Como você vai passar tanto tempo sem suas companhias habituais se você ainda nem sabe como fazer isso durante as duas horas de um filme? Aprenda a ficar consigo mesmo nas pequenas coisas, depois parta para aventuras maiores.

E outra coisa: as pessoas vão te julgar, vão perguntar coisas do tipo “mas você foi almoçar sozinho? Não tinha ninguém para ir com você?”. Esse também é um aprendizado: ficar de boa com quem te julga por isso. Acredite, é uma sensação muito boa não ligar pra esses julgamentos.

É mais difícil viajar sozinha quando se é mulher?

Assim que eu comecei a ficar em albergue, resolvi que só ficaria em quarto só com mulher porque tinha medo de quarto misto. Então, bom, você viaja meio diferente, né? Não digo que é difícil a ponto de impedir de viajar, mas você analisa mais. Em muitos países, mulher viajando sozinha é inaceitável. Andar à noite em alguns lugares, mesmo que digam que é seguro, pode causar um pouco de medo – e aqui não me refiro a medo de ser roubada, não.  É uma droga, mas a gente não pode se privar de viajar por causa disso. Escolha direitinho pra onde você vai e aonde vai ficar hospedada. E vá.

Por fim:  às vezes você vai se sentir sozinho, sim, não adianta. Nessas horas, manda uma mensagem, mostre para alguém querido por onde você já passou. A pessoa vai gostar de receber notícias suas e você não vai mais se sentir tão solitário assim. ❤

Sorvete em NY
Um sorvetinho com uma vista mara também pode ajudar a melhorar a solidão!

Bonus track: para quem vai viajar sozinho, hostel é mais amor

Escrito por

Carioca apaulistada, jornalista, 26 anos. Gosta de escrever, viajar e um monte de outras coisas que não caberia nessa descrição.

3 comentários em “Viajar ou não viajar sozinha, eis a questão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s